Tag Archives: arquitetura

Entregas Finais

3 dez

Como prometido, vou postar alguns trabalhos finais do segundo semestre de 2012 meus! =)

O primeiro a mostrar é de Desenho!

A proposta era: Fazer uma casa minimalista, de apenas 20 m² ! Para que depois pudéssemos desenha-la e consequentemente treinar desenho técnico. Chamei-a de Casa Rubi.

O resultado foi melhor do que eu esperava! Deem uma olhada que linda!

ImagemImagemImagemImagem

15 folhas de desenho!!!

O próximo trabalho a ser retratado é o de Plástica!

Após uma visita a FAU (Faculdade de Arquitetura e Urbanismo) e ao MuBE (Museu Brasileiro de Escultura), em São Paulo, teriamos que fazer maquetes sensoriais dos dois. Ou seja, uma maquete que mostre o que sentimos ao adentrar neles.

A minha sensação era de que os prédios não acabavam mais, adentrando em si mesmos, principalmente o MuBE, rs, e eu e meu grupo fizemos as maquetes baseadas em espirais!

O resultado também foi excelente!

FAU:

ImagemImagem

Imagem

MuBE:

ImagemImagemImagem

A entrega final de Projeto consistia em um Pouso!

Meu grupo pensou em algo que além de descanso, propicia-se diversão! Por isso criamos um tipo de banco, para 4 pessoas, que balança! =]

O pouso foi feito por nós mesmos! Mas com uma grande ajuda da Física, Engenharia Aeronáutica e Engenharia Mecânica! Obrigada a todos!

ImagemImagemImagem

E por fim, a entrega de informática!

Nesta tinhamos que criar um abrigo, para um determinado animal ou personagem previamente escolhido. Eu escolhi os peixes-palhaço.

Em seguida tinhamos que aprender a mexer nos programas Rhino e Grasshopper sozinhos! E acreditem: não é nada fácil, rs.

O resultado vocês veem a seguir!

ImagemImagemImagemImagemImagemImagemImagem

Imagem

Imagem

Bom, é isso! Espero que tenham gostado!

Beijos e Boas férias a todos! :)

Meus desenhos

17 nov

Durante o primeiro semestre os desenhos da aula de desenho eram apenas de observação.

Então separei alguns que gostei!

Imagem

SAAU

Imagem

Estação Ferroviária de São Carlos

Imagem

Relógio da Estação Ferroviária

Casa da cultura em São Carlos

Imagem

Estação da Luz, Museu da língua Portuguesa e Pinacoteca

Imagem

Imagem

Edifício Martarelli

Imagem

Patio do Colégio

Imagem

Lustre do Banespa

Imagem

 

Imagem

Torre do Banespa

Imagem

Galeria do Rock

 

Imagem

Copan

Imagem

Favela me Osasco

Imagem

MUBE

Imagem

FAU

 

ImagemImagem

Beijos

Nemausus

15 nov

Hoje vou fazer um post sobre mais um trabalho da faculdade, elaborado no primeiro semestre, denominado Arquiteto Insight.

O trabalho consistia em escolher um arquiteto e uma obra dele. Depois aprendemos sozinhos a projetar no ArchiCAD, e reproduziriamos a obra escolhida,

Eu escolhi o arquiteto francês Jean Noveau

e sua obra Nemausus

Nome do projeto: Nemausus

Arquiteto: Jean Nouvel

Localização: Nimes, França

Estrutura: concreto armado com revestimento em alumínio
Tipo de construção: Habitação Social
Conclusão: 1985-1987
Área Bruta Total: 10.300 m 2

Nemausus, de Jean Nouvel, mostrou-se inovador não só para o contexto francês e europeu, mas também para todo o mundo, pois rompeu com a tradição das habitações sociais construídas até então.
Seu êxito reside primordialmente em uma relação entre custo e dimensão espacial, pois possui espaços mais amplos e com baixo custo, contrariando uma tendência histórica. Tal mérito se deve principalmente à industrialização do processo construtivo e dos materiais, adaptando a racionalidade pregada pelo movimento moderno em um novo contexto. Utilizando como materiais de construção concreto e chapas de alumínio.
O principal desafio do projeto seria uma concepção espacial que refletisse as constantes transformações vivenciadas pela sociedade francesa. Para tanto, Nouvel sustentou o seu projeto nos ideias de maior área possível, flexibilidade e baixo custo.

Além da diminuição dos custos, a escolha de materiais foi feita atentando-se para as questões de conforto ambiental, térmico e otimização da ventilação. Outra vantagem específica para a adoção dos painéis de alumínio do revestimento das fachadas reside na facilidade de troca individual destes elementos, gerando baixíssimos resíduos de demolição e que, ainda concedem a possibilidade de reciclagem.

Vista do Google Maps

Image

Aqui está o resultado:

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Imagem

Fachadas

Fachadas

Plantas

Plantas

Planta dos apartamentos

Plantas dos apartamentos

Gostaram?

Beijos

Arquitetura Egípicia

5 nov

Acho as construções egípcias fascinantes, por isso decidi compartilhar algumas aqui no blog.

Os egípcios demonstram nas suas manifestações artísticas uma profunda religiosidade, dando um caráter monumental aos templos e às construções mortuárias, notabilizando-se entre elas as pirâmides, construídas de pedra, quando todas as comunidades ao longo do rio Nilo são unificadas em um único Império.

As Pirâmides do Egito Antigo

Elas foram construídas  há mais de 2500 anos, tinha a função abrigar e proteger o corpo do faraó mumificado e seus pertences (jóias, objetos pessoais e outros bens materiais) dos saqueadores de túmulos. Logo, estas construções tinham de ser bem resistentes, protegidas e de difícil acesso. Os engenheiros, que deviam guardar os segredos de construção das pirâmides, planejavam armadilhas e acessos falsos dentro das construções. Tudo era pensado para que o corpo mumificado do faraó e seus pertences não fossem acessados.

A matemática foi muito empregada na construção das pirâmides. Conhecedores desta ciência, os arquitetos planejavam as construções de forma a obter o máximo de perfeição possível. Os blocos de pedras chegavam a pesar até duas toneladas, e eram cortadas e encaixadas de forma perfeita. Seus quatro lados eram desenhados e construídos de forma simétrica, fatores que explicam a preservação delas até os dias atuais.

O templo de Luxor

Imagem

O Templo de Luxor, foi iniciado na época de Amenhotep III e aumentado mais tarde por Ramsés II, só foi acabado no período muçulmano. É o único monumento do mundo que contém em si mesmo documentos das épocas faraónica, greco-romana, copta eislâmica, com nichos e frescos coptas e até uma Mesquita (Abu al-Haggag). Este templo era dedicado ao deus Amon, mas não só, era também dedicado às divindades Mut (esposa de Amon] e Khonsu. As suas dimensões são menores do que as do Templo de Karnak, e ambos são dedicados ao mesmo deus. O seu nome antigo era Ipep-resit, traduzido como “Harém do Sul”, referindo-se às festas que uma vez por ano lá tinham lugar, durante estas festas eram transportadas as estátuas de Amon, Mut e Khonsu de Karnak para Luxor. Por volta do século II, o templo foi ocupado pelos romanos, mas foi sendo abandonado gradualmente. Foi coberto pelas areias do deserto, até que em 1881 o arqueólogo Gaston Maspero redescobriu o templo que, se encontrava muito bem conservado. Para iniciar a escavação a vila que entretanto tinha crescido perto do templo teve de ser retirada, apenas permanecendo uma mesquita, construída pelos árabes no século XIII.

Imagem

As Esculturas

A escultura servia então à arquitetura completando-a, geralmente em forma de baixos-relevos que – de pedra ou bronze – representavam tanto as cenas diárias quanto as vitórias dos faraós, ou ainda paisagens simplificadas. Nunca há perspectiva: nas figuras, olhos e ombros aparecem de frente, embora o resto do corpo de perfil; o faraó é sempre muito mais alto que o sacerdote ou militar, o cortesão, o servo, o inimigo derrotado. Mas é menor do que o deus que personificava na terra, segundo os egípcios.

A Esfinge de Gizé

Imagem

 

A grande esfinge é uma das maiores estátuas lavradas numa única pedra em todo o planeta e foi construída pelo antigos egípcios no terceiro milênio a.C.. Porém, existe um grupo de pesquisadores que afirma que a esfinge seria muito mais antiga, datando de, no mínimo, 10.000 a.C., baseando-se na análise do calcário e sinais de erosão provocados por água.

Possui 57 metros de longitude, 6 metros de largura e 20 metros de altura.

A palavra “esfinge” foi dada já na Antiguidade clássica baseando-se numa criatura da mitologia grega formada pelo corpo de um leão, a cabeça de uma mulher e asas de águia, embora as estátuas egípcias tenham a cabeça de um homem. A palavra “esfinge” deriva do grego σφινξ, aparentemente do verbo σφινγω, que significa “estrangular”, já que a esfinge da mitologia grega estrangulava todos que não conseguissem decifrar suas charadas.

Fontes: Wikipedia

Espero que tenham gostado,

Beijos.

Equilíbrio

31 out

Hoje decidi postar mais trabalhos da faculdade =D

Durante as aulas de Plástica do primeiro semestre, em uma sequência de aproximadamente 2 meses, trabalhamos com o equilíbrio.

A primeira parte, individual, consistia em fazer uma espécie de móbile, que ficasse pendurado e que não se utilizasse cola ou pregos.

Os materiais deveriam ser retalhos, sobras de madeira, etc. E o ideal seria que os objetos combinassem entre si, ou se completassem.

Esse foi o meu resultado : =)

ImagemImagem

A segunda Parte, feita em grupo, também era pra se trabalhar com o equílibrio e restos de materiais, sem cola, prego, etc

Mas não estaria pendurado e sim tocando poucos pontos do chão ou parede.

A primeira peça criada, ficava na janela só tocava em dois pontos dela:

Imagem

A segunda peça ficava no canto da sala, posicionada na diagonal:

ImagemVeja que o arame tensiona a peça da frente, e as duas ripas de madeira estão apenas encostadas uma na outra.

E como produto final, trocamos por uma peça mais larga, pois o objeto anterior estava um tanto bidimensional demais, e o resultado foi:

Imagem

Detalhe no encaixe:

Imagem

A textura da madeira combinou perfeitamente com a sua forma:Imagem

Créditos ao meu grupo: Renan, Tiago, Rachel e Natasha! :)

Gostaram?

Beeijos

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 31 outros seguidores